quinta-feira, julho 30, 2009

Notícias rápidas!

Bom pessoal hoje o dia foi corrido e só consegui postar agora, mas olhem só as últimas:
Felipe Massa: Sua recuperação vai de maneira muito rápida, porém os médicos ainda não conseguem dizer se ele voltará as pista este ano ainda, ou não. Hoje Felipe ligou para o celular do Rubens Barrichello e brincou com ele perguntando: Pô cara, você tinha que jogar as coisas logo na minha cabeça??
Mas claro que tudo não passou de brincadeira, Felipe não esta ressentido com Rubens, até porque ele não tem culpa alguma do ocorrido e outra eles são velhos amigos.
Uma notícia que muita gente(fãs) gostou, a não ser talvez, Rubinho foi a que Michael Schumacher vai substituir Felipe Massa, nas próximas corridas até que ele esteja em condições de pilotar o bólido da Ferrari.
Outra coisa surpreendente é o que Schumacher vai ganhar para isso: 8,5 milhões de reais por corrida que fizer! Uma quantia que chega até ser absurda mas se tratando do Heptacampeão, isso passa a ser irrisório.

quarta-feira, julho 29, 2009

"Ele" Está de Volta!!

Olhem só a última!!
O Multicampeão esta de volta!!!


Schumacher substitui Massa e volta à F1 no GP da Europa em Valência.





Schumacher afirmou que a decisão foi tomada em conjunto com os principais dirigentes da Ferrari. "A coisa mais importante primeiro: graças a Deus, todas as notícias sobre Felipe são positivas. Eu me encontrei nesta tarde com Stefano Domenicali e Luca di Montezemolo e, juntos, decidimos que vou me preparar para ocupar o lugar de Felipe."Massa e Schumi são amigos e, mais de uma vez, o alemão afirmou que se aposentou para manter o emprego do brasileiro. "Embora seja verdade que o capítulo F1 se fechou para mim longa e completamente, é também verdade que, por razões de lealdade à equipe, eu não posso ignorar esta infeliz situação. Mas, como competidor que sou, eu também estou muito animado com este desafio." Schumacher não pilota um F1 desde abril de 2008, quando testou a F2008 no circuito de Montmeló, em Barcelona. Não conhece a F60, embora seja consultor da Ferrari e esteja a par do que acontece no carro. O último GP do multicampeão foi em Interlagos, em 2006. Por coincidência, o vencedor daquela prova foi justamente Massa, subindo ao topo do pódio de macacão com a bandeira brasileira estilizada.Michael é dono dos principais recordes da categoria e sentará no carro número 3 com 249 GPs, 91 vitórias, 154 pódios, 76 voltas mais rápidas, 68 poles e 1.369 pontos conquistados, além dos títulos mundiais de 1994, 1995, 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004. 18 anos depois do primeiro GP, na Bélgica, em 1991, o maior campeão da história está de volta.

Fonte(GP)

Felipe Massa: Melhor, quase dando alta do hospital e em "alta" com a Ferrari!

Titônio Massa, pai de Felipe Massa, disse através da assessoria de imprensa do piloto que Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, fez questão de frisar que o lugar do brasileiro na equipe italiana está garantido, não importa o tempo que Massa leve para se recuperar do grave acidente sofrido durante o treino de classificação para o GP da Hungria.Além disso, Titônio falou que o dirigente foi embora do Hospital AEK, onde Felipe está internado, antes do anúncio oficial de que Michael Schumacher será o substituto de seu filho no GP da Europa, em Valência. O pai do brasileiro elogiou a escolha feita pela Ferrari.

Sobre o piloto, Titônio deu boas notícias, informando que a lesão no olho esquerdo está regredindo, mas não quer apressar a recuperação, aguardando o tempo previsto pelos médicos húngaros, e confirmou que Massa não virá para o Brasil assim que tiver alta.Confira a íntegra do que disse Titônio:“Luca di Montezemolo disse ao Felipe que espera vê-lo de volta o mais breve possível. Se for este ano, ótimo; se for no ano que vem, também não haverá problema. O carro estará esperando por ele. [Sobre a confirmação de Schumacher como substituto] Felipe ainda não sabia dessa notícia, mas certamente vai ficar muito contente com ela. Afinal, não poderia haver um nome melhor para a vaga. Por todos os motivos, ele é mesmo a melhor opção.Na verdade, o resultado mostrou apenas que o ferimento sobre o olho esquerdo está regredindo. Mesmo que não tivesse tomado a medicação, esse estado é normal dentro do quadro que ele apresenta. Não é preciso pressa e, sim, sair daqui apenas quando os médicos acharem melhor. O dr. Dino Altmann [médico pessoal de Felipe] concorda que esses oito ou nove dias depois do acidente são um prazo compatível com a gravidade do acidente. Dependendo da palavra dos médicos, ele poderá continuar o tratamento em Paris. Se a evolução continuar tão favorável que dispense essa necessidade, ele irá diretamente para sua casa em Mônaco. A alternativa de voltar a São Paulo neste primeiro momento não está sendo considerada."
Fonte(GP)

Noticias de Massa.


Massa dá primeiros passos e pode deixar UTI de hospital nesta quarta
A expectativa de Dino Altmann, médico de Felipe Massa, é ainda mais otimista: piloto está em condições clínicas para deixar hospital!
A recuperação de Felipe Massa continua em franca evolução. Depois de falar normalmente e manifestar fome, conforme relatado por seu pai, Titônio, nesta terça-feira (28), o piloto da Ferrari já deu seus primeiros passos após ser internado no Hospital AEK, em Budapeste, por conta do grave acidente sofrido no treino de classificação para o GP da Hungria, em que foi atingido na testa por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello. A expectativa dos médicos húngaros é de que o brasileiro deixe a UTI nesta quarta-feira (29).Já o prognóstico de Dino Altmann, médico pessoal de Massa, é ainda mais otimista, relatando que Felipe já está em condições clínicas para deixar o hospital localizado na capital da Hungria. Mas a informação do Hospital AEK é de que Massa pode receber alta no prazo de dez dias. Espera-se que ele seja transferido para o Hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris, na próxima quinta.
O brasileiro apresenta claros sinais de que nenhuma de suas funções cerebrais foi afetada por causa do acidente. Responde, por exemplo, coerentemente perguntas em três idiomas, faz perguntas e reconhece a todos.Quanto à possível lesão no olho esquerdo, os médicos também estão otimistas de que Massa não vai ter nenhuma sequela por causa do acidente. O inchaço no olho do piloto diminuiu. Aos poucos, ele já consegue abri-lo, enxergando normalmente. Em comunicado, a Ferrari informou que "sob o ponto de vista clínico e radiológico, tudo está extremamente bem". Depois de receber a visita de Stefano Domenicali, chefe da equipe italiana, na terça, Felipe terá novamente a companhia de Luca di Montezemolo, nesta quarta. O presidente do time italiano, que já esteve com o piloto na segunda (27), voltará à Budapeste para vê-lo.
Fonte(GP)

Mensagem do Dia.


"Se não houver frutos, Valeu a beleza das flores... Se não houver flores, Valeu a sombra das folhas... Se não houver folhas, Valeu a intenção da semente..." "O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos." (Eleonor Roosevelt)

terça-feira, julho 28, 2009

Novidades!!


O mais famoso evento de arrancada do país esta com aval da Confederação Brasileira de Automobilismo.
O evento conta com mais de 350 carros de todas as regiões do Brasil, e volta a se chamar Festival Brasileiro de Arrancada autorizado pela CBA !" . O 16° Festival Brasileiro de Arrancada acontece de 10 a 13 de Dezembro em Curitiba-PR.

Máquinas 3 !!



















FERRARI CALIFÓRNIA 4.3 GT
CONVERSÍVEL V8 32V GASOLINA 2P MANUAL AUTOMATIZADO 2010/2009
Detalhes:
Air bag duplo, Alarme, Ar condicionado, Ar quente, Bancos de couro, Rádio e CD Player, Computador de bordo, Controle de tração, Freio ABS, Retrovisor fotocrômico, Controle automático de velocidade, Retrovisores elétricos, Rodas de liga leve, Sensor de chuva, Sensor de estacionamento, Travas elétricas, Vidros elétricos, Volante com regulagem de altura, Direção hidráulica.
Observações:
MOTOR V8 - 460 CV - 4.3 L - 0 A 100 = 4 S - BANCO COM REGULAGEM ELÉTRICA , LOMBAR E AQUECIMENTO - CONVERSIVEL COM CAPOTA RIGIDA ELÉTRICA COM ACIONAMENTO DE 14 SEGUNDOS - FREIOS A DISCO DE CERÂMICA - CÂMBIO F1 - SISTEMA DE DUPLA EMBREAGEM - LAUNCH CONTROL ( PAINEL DIGITAL ) - SISTEMA MULTIMÍDIA DE SOM COM TELA DE GPS COM TOUCH SCREEN DVD E HD DE 20 GIGA INTEGRADO - FARÓIS DE XENON DIRECIONAL COM LEDS - LÂNTERNA TRASEIRA EM LEDS - VOLANTE ELÉTRICO COM LEDS -
Preço: :: R$ 2.100.000,00 ::

Alguém se habilita??

Máquinas 2 !!



LAMBORGHINI GALLARDO 5.2 LP560-4 COUPÉ V10 40V- GASOLINA 2P MANUAL
2009/2009
-Detalhes:
Air bag duplo, Alarme, Ar condicionado, Bancos de couro, Rádio e CD Player, Controle de tração, Freio ABS, Tração 4x4, Farol xenônio, Rádio, Retrovisores elétricos, Rodas de liga leve, Travas elétricas, Vidros elétricos, Volante com regulagem de altura, Direção hidráulica.

-Observações:
Lamborghini Gallardo LP560-4. Motor 5.2 V10 de 560 cavalos, 0-100 km/h em 3.7 segundos e 325 km/h de vel. máxima. Completa, freios em carbono-cerâmica, lifting system, tração integral, controle de largada, câmbio e-Gear de 6 marchas, modo "Corsa" (Sistema para utilização em pista). Única amarela do país, somente 94 km rodados, IPVA 2009 pago e garantia até 2011.
Preço: :: R$ 1.550.000,00 ::
Alguém ai se habilita??

Máquina !!



Ferrari 458 Italia

Sucessor do F430 Modena terá motor V8 4,5-litros com injeção direta e 570 cv; a máxima é de 325 km/h.
O nome 458 Italia é uma homenagem ao país de origem da Ferrari, ao tamanho do motor (4,5-litros) e ao número de cilindros (8 em “V” a 90º, em alumínio). Todo em alumínio, ele gera 570 cv a 9.000 rpm e 540 Nm a 6.000 rpm, o que o coloca como um dos Ferrari mais fortes da história. Isso com o auxílio de injeção direta de gasolina e de um novíssimo câmbio de dupla embreagem com sete marchas, sistemas que ajudarão a marca a reduzir seus índices de consumo e de emissões. Não que isso seja uma prioridade em carros de alta performance, mas a legislação européia promete punir quem não melhorar esses índices.O Ferrari 458 Italia tem 4,53 m de comprimento, 1,94 m de largura, 1,21 m de altura e um entreeixos de 2,65 m. Seu peso a seco é de 1.380 kg. Melhor seria termos seu peso em ordem de marcha, para poder ter um cálculo mais preciso da relação peso/potência, mas a Ferrari a divulga com base no peso a seco. E ela é de 2,42 kg/cv, algo que permite que ele acelere de 0 a 100 km/h em 3,4 s e atingir a velocidade máxima de 325 km/h. A tração, traseira, é auxiliada por um peso maior na parte de trás do carro: 58% do peso, contra 42% na dianteira. As rodas do 458 Italia são de aro 20”, com pneus 235/35 ZR 20 na frente e 295/35 ZR20 atrás.O 458 Italia também se mostra bem superior aos antecessores em termos de dinâmica. Agora, uma mesma central eletrônica controla seu diferencial eletrônico, o E-Diff, e o F1-Trac, o que permite acelerações longitudinais, em saídas de curva, muito mais eficientes. Um ABS de alta performance e pré-acionamento dos freios, que diminui o tempo de frenagem, também tornaram a distância de frenagem de 100 km/h a 0 bastante respeitável: 32,5 m.Ainda não se sabe quando começarão as vendas do novo carro, mas é possível que a Ferrari aceite encomendas logo depois do Salão de Frankfurt, em setembro quando será seu lançamento. As entregas devem começar no início de 2010.

COPA SUL DE ARRANCADAS-Soledade



Algumas fotos do evento em Soledade no Domingo(26).
Nooosssaa!!!!!

Vocês devem ta achando que eu sou viciado em Fusca né... mas é que estes ai deram um show à parte.

O meu amigo Edson Lagemann também deu um show a parte, depois de quase bater o record na categoria, seu carro pegou fogo e graças o prejuízo foi pouco.















Ao lado e abaixo, o presidente do GTA
e o Diretor Esportivo, prestigiando o evento.



































































FÓRMULA INDY



Will Power venceu o surpreendentemente tedioso GP de Edmonton da Indy.



Will Power venceu com tranquilidade o modorrento GP de Edmonton da Indy neste domingo (26). O australiano liderou de ponta a ponta, sem se arriscar, de maneira muito superior ao segundo colocado Helio Castroneves. O brasileiro, aliás, foi o responsável pelo único momento emocionante da prova: a ultrapassagem sobre Scott Dixon, que foi atrapalhado pelo retardatário Ed Carpenter, definindo o pódio canadense.

O brasileiro Tony Canaan, mais uma vez teve um dia de azar na carreira. Aliás, nas últimas corridas ele só tem tido azar.

No fim do pit-stop de Tony, muito combustível espirrou da mangueira. O baiano tentou sair dos boxes, mas rapidamente o fogo tomou a traseira e a parte interna dianteira do carro da AGR. Em segundos de desespero, o campeão de 2004 foi ajudado por mecânicos da Penske e da Panther, que atiraram baldes d'água no bólido. O piloto sofreu queimaduras nas duas mãos e — muito mais levemente — na face.

Veja a imagem do carro de Tony em Chamas:

O Final foi assim:

1 Will Power AUS Penske 1:42:42.3773
2 Helio Castroneves BRA Penske +1.0936
3 Scott Dixon NZL Ganassi +1.3213
4 Ryan Briscoe AUS Penske +1.8266
5 Dario Franchitti ESC Ganassi +4.4652
6 Paul Tracy CAN KV +6.3941
7 Graham Rahal EUA Newman/Haas/Lanigan +26.5700
8 Justin Wilson ING Dale Coyne +26.9169
9 Robert Doornbos HOL Newman/Haas/Lanigan +1 volta
10 Marco Andretti EUA Andretti Green +1 volta
A Classificação Geral:
1 Scott Dixon 380 pontos
2 Dario Franchitti 377
3 Ryan Briscoe 366
4 Helio Castroneves 309
5 Danica Patrick 285
6 Marco Andretti 259
7 Dan Wheldon 255
8 Justin Wilson 241
9 Tony Kanaan 239
10 Graham Rahal 235
14 Raphael Matos 194
17 Mario Moraes 169
A próxima prova será o GP de Kentucky, dia 01/08.

Noticias de Massa

FELIPE MASSA ESTA ACORDADO, E SE RECUPERA RAPIDAMENTE JÁ PEDIU COMIDA E CONVERSOU NORMALMENTE, MAS NÃO SE LEMBRA DO ACIDENTE.

O pai de Felipe Titônio deu uma declaração a imprensa na tarde de hoje(28) às 15hs:

"Felipe passou o dia bem e continua se recuperando cada vez melhor. Hoje, falou um pouco mais, embora ainda continue um pouco sonolento. A boa notícia foi que ele abriu o olho esquerdo, a pedido do oftalmologista que foi examiná-lo, e está enxergando perfeitamente." "Pela primeira vez, o Felipe manifestou fome e o desejo de comer alguma coisa, mas ainda não é possível receber alimentação sólida. Foi também um dia movimentado pelo número de visitas. O Popó Bueno chegou hoje e também estiveram aqui Jean Todt, Stefano Domenicali e mulher. Para amanhã estamos esperando a Fernanda ( irmã do Felipe) e outra vez o Luca di Montezemolo. Com tanta gente diferente, o Felipe acabou falando em português, inglês e italiano, sempre se expressando com clareza." Felipe ainda não se lembra de nada da corrida. Popó até perguntou para ele, mas Felipe disse que não. Popó, então, ficou de dar amanhã os detalhes de tudo o que aconteceu. Embora não se recorde da prova, Felipe foi capaz de lembrar outros acontecimentos passados, o que também é um bom sinal.""Felipe não passou por nenhum outro exame, além dos testes motores regulares, nos quais também vem evoluindo cada vez mais. A melhoria dele é visível praticamente a cada hora e continuamos muito otimistas em relação ao futuro. Se continuar nesse ritmo, talvez na quinta-feira já possa ser transferido para o hospital em Paris, onde continuaria sua recuperação até o momento de poder voltar para casa. Não sabemos ainda se ele irá para Monte Carlo ou São Paulo. Mas temos de continuar acatando as ordens dos médicos e obedecendo ao cronograma deles. O mais importante agora é saber que ele não corre nenhum risco."
Fonte(GP)

Mensagem do dia.

Devido ao horário18:00hs hoje não teremos mensagem do dia.

segunda-feira, julho 27, 2009

Noticias de Massa


Massa ja está acordado, respira sem aparelhos e sua recuperação esta sendo muito rápida.
Segundo informações do pai, TiTônio que informou ao acessor de imprensa responsável pela divulgação das notícias do piloto, ele esta bem melhor e talvez vá para um quarto comum na quarta feira.
Felipe Massa não está mais sedado. A confirmação veio há pouco do assessor do brasileiro, Márcio Fonseca, e do Hospital AEK, onde está internado. O Dr. Dino Altmann declarou que sua evolução é "fantástica". E parece ser, mesmo, o caso. Massa teve reações que, de fato, corroboram as palavras dos que estão a seu lado no Hospital AEK, em Budapeste. Deu até bronca no irmão Dudu e perguntou que horas eram para o empresário Nicolas Todt. E neste caminhar, pode ir para um quarto normal já na próxima quarta.De acordo com o assessor Márcio Fonseca, a família e as pessoas próximas estão mais animadas "porque a melhora do Felipe é agora a cada hora, e não mais de um dia para outro". Fonseca confirmou que Massa não está mais sedado, "mas ainda um pouco sonolento porque continua com a medicação no organismo". Felipe usa uma máscara para auxiliar a respiração.
Massa conversou com o Dr. Dino Altmann e lhe perguntou "o que havia acontecido para estar no hospital". Segundo Márcio, "Dino respondeu e ele simplesmente assentiu, sem fazer comentários". Também, Felipe deu uma bronca no irmão Dudu "porque, em determinado momento, começou a levar a mão para uma sonda que tinha no nariz e o irmão segurava a mão dele para impedir. 'Larga minha mão', resmungou."Felipe passou por uma tomografia computadorizada pela manhã em Budapeste e por ultrassonografia no abdômen à tarde. "Os exames nada revelaram de anormal", disse Fonseca. "Para o Nicolas Todt, fez uma pergunta curiosa: 'Que horas são?'. Como se tivesse algum compromisso", brincou o assessor.O pai de Massa admitiu que o piloto pode ser transferido para o Hospital Pitié-Salpêtrière, em Paris. De acordo com Fonseca, não se trata de uma preocupação imediata e que Felipe "só será removido quando estiver em plenas condições de ser transportado". Ainda conforme Fonseca, Titônio revelou que, "se a recuperação dele continuar no ritmo atual, é possível que em dois dias o Felipe possa ser transferido para um quarto comum". Por enquanto, Massa está na base do "acorda-dorme-acorda-dorme".
A maior preocupação agora passa a ser o olho de Felipe, se houve lesão reversível ou não.

Vídeo do Acidente

Pra quem ainda não viu mais uma vez o vídeo do acidente;

video

Muita Emoção!

(Nota do Redator)

Pessoal queria dizer pra vocês que a emoção é muito grande aqui. Quinze anos atráz, eu como milhões de Brasileiros ficamos órfãos na F1. Até hoje eu, não tenho vergonha de dizer que choro ao ver uma reportagem sobre o acidente do Ayrton, sobre a carreira dele... enfim qualquer coisa sobre Ele.
Agora tantos anos depois, me sinto novamente com este sentimento de dor e angústia, quando neste sábado a nossa maior esperança, Felipe Massa sofre um acidente estúpido e corre o risco de não mais pilotar.
Vendo a torcida do povo brasileiro pela recuperação do mesmo, vendo a dedicação total do presidente da Ferrari e de todos o médicos envolvidos, vendo também todas as informações desencontradas da imprensa mundial; o pavor é maior ainda. Pois não se sabe se tudo o que eles dizem é verdade, se é só especulação, enfim só nos resta rezar.
Ao ver uma mensagem da família de Felipe hoje(27), no JH da TV Globo, após ler nos sites de automobilísmo várias citações de que o piloto teria sua visão comprometida, o que o afastaria das pistas definitivamente; senti ao mesmo tempo uma esperança e uma tragédia antecipada. Parecia que nem eles sabiam dizer como realmente estava a situação de Felipe. Que a intenção da reportagem era tranquilizar a torcida mundial do piloto.

Felipe Massa Pode Ter Sua Carreira Encerrada!!??

"Massa não corre risco de morte, mas lesão no olho pode encerrar carreira."

O neurocirurgião Robert Verez, que operou Felipe Massa, disse que, por lesão no olho, não sabe se o brasileiro vai voltar a pilotar !

O neurocirurgião Robert Verez, que operou Felipe Massa no sábado (25), afirmou em entrevista coletiva que o piloto da Ferrari não corre mais risco de morte devido ao grave acidente em que foi atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello durante o treino de classificação para o GP da Hungria, em Hungaroring. Porém, o médico admitiu que o brasileiro pode ser obrigado a encerrar a carreira por causa de uma lesão no olho esquerdo."Ele teve seu olho afetado. Não sabemos ainda se ele poderá voltar a correr", disse Verez. "Tenho certeza [de que houve uma lesão], mas ainda não sei a sua extensão. Não sabemos exatamente porque, sem operação, é muito difícil de avaliar as funções."De acordo com o médico, Massa continua em condições estáveis e permanece sedado para proteger o cérebro, que teve um pequeno inchaço. O piloto está sendo acordado de vez em quando para exames. Sua coordenação motora parece estar funcionando de forma correta.

Veres foi um dos três cirurgiões que operaram o representante da Ferrari após o acidente no treino em Hungaroring. A cirurgia, que durou uma hora, foi realizada com o objetivo de reduzir a lesão óssea no crânio do brasileiro. Massa sofreu algumas pequenas fraturas, uma delas na extremidade do osso frontal, na altura do supercílio esquerdo, que foi reparada. Vários fragmentos foram retirados, mas nenhum afetou o cérebro.No momento, segundo o neurocirurgião, nenhuma outra cirurgia está planejada, mas é possível que Massa seja submetido a novas operações se for necessário. "Sempre pode piorar devido à complexidade e a natureza dessas lesões. Ele teve uma lesão cerebral por causa do impacto com a peça, mas está bem agora", comentou.Robert espera que Massa possa voltar a andar logo, assim que o piloto for recuperado suas habilidades motoras e respondendo aos médicos os pedidos para mover seus membros. Felipe já mover suas mãos e pernas, que são sinais positivos de que não há danos em seu cerébro. A expectativa é que ele saia do coma induzido nesta terça (28).

FELIPE MASSA


Massa melhora aos poucos e já é capaz de mover braços e pernas!

O Ministério de Defesa da Hungria afirmou que os últimos exames de tomografia de Felipe Massa foram tranquilizadores.
O estado de saúde de Felipe Massa está melhorando gradativamente, de acordo com as mais recentes informações divulgadas pelo Ministério da Defesa da Hungria.
Em entrevista a uma TV local nesta segunda-feira (27), Istvan Bosckai, porta-voz do ministério, disse que Massa passou a noite bem, está se comunicando ativamente e que os últimos exames de tomografia foram tranquilizadores. "Ele está acordando aos poucos [do coma induzido] e é capaz de se comunicar passivelmente, ou seja, ele reage quando lhe é pedido. Estamos otimistas, uma lenta recuperação está se iniciando."
Ainda segundo Bosckai, Felipe consegue, inclusive, mover suas mãos e pernas, que são sinais positivos de que não há danos em seu cerébro. Os médicos mantêm cautela sobre o estado do piloto, mas admitem o progresso na recuperação dele. A expectativa é que ele saia do coma induzido nesta terça (28).O representante da Ferrari deve ser transferido até o fim da semana do Hospital AEK para Paris. Massa vai ficar internado no grupo hospitalar Pitié-Salpêtrière, do Dr. Gerard Saillant, que, junto com o Dr. Dino Altmann, acompanha a recuperação do brasileiro em Budapeste.

Ainda do GP da Hungria.



Fernando Alonso da Renault, fez tudo certinho no fim de semana; conseguiu a Pole no sábado, fez uma ótima largada no domingo, mas ai... o "fantasma" que ronda as equipes no Pit-Lane, Ferrari, Brawn, RBR, surgiu na Renault tirando o asturiano da corrida. E como se não bastasse isso, a equipe foi punida pela FIA com a suspensão de um GP, e logo o próximo que seria na casa o espanhol.


De acordo com o comunicado emitido pelos comissários da corrida, a Renault não tomou nenhuma ação para impedir a saída de Alonso do pit-lane, agindo de maneira negligente. "A Renault liberou o carro número 7 da sua posição de pit-stop sabendo que uma das peças de segurança do parafuso da roda dianteira direita não estava segura na sua posição, indicando que a própria roda poderia não estar presa."


"A Renault, mesmo sabendo disso", continuou o comunicado, "falhou em não tomar nenhuma ação para prevenir o carro de deixar o pit-lane. Também falhou o time ao não informar o piloto sobre o seu problema ou de aconselhá-lo a tomar a ação apropriada nas circunstâncias, mesmo que o piloto tenha contatado o time acreditando ter um pneu furado", completou o documento.
Com isso, a escuderia francesa foi informada de que não tinha cumprido o Artigo 3.2, referente à segurança, do Regulamento Esportivo, além do Artigo 23.1.i, sobre a liberação do pit-stop antes de ter completa segurança de fazê-lo.



Talvez isso já tenha vindo em decorrência dos vários acidentes ocorridos, este ano mesmo relacionados com a perda de péças e objetos dos veículos durante as corridas, ocasionando mortes(Surttees GP2) e ferimentos como o de Massa, entre tantos outros.

FORMULA 1

GP DA HUNGRIA
Lewis Hamilton venceu com facilidade a décima prova do campeonato, na Hungria. Kimi Raikkonen e Mark Webber completaram o pódio. Os brasileiros nem chegaram na zona de pontos.
Hungria costuma ser o palco das primeiras vitórias de muitos pilotos. Foi assim com Fernando Alonso, com Jenson Button e com Heikki Kovalainen, por exemplo. Mas como era pedir demais que Nico Rosberg ou Timo Glock dessem sequência a tal status neste domingo (26), ao menos Hungaroring serviu para que fosse a primeira vitória de um piloto nesta temporada. Lewis Hamilton mostrou que o desempenho nos treinos não foi uma jogada de marketing. Com o melhor carro do fim de semana, ganhou sem muitos sobressaltos.
A Red Bull não foi páreo. A Brawn, então, esquece. O único que podia fazer frente, ou parecia fazer, era Alonso, pole. Mas a Renault se encarregou de fazer o serviço para Hamilton, tirando o espanhol do combate prematuramente.
Alonso tentou se aproveitar do pouquíssimo peso de seu carro para abrir diferença. Em duas voltas, conseguiu três segundos. Webber só manteve o impressionantemente rápido Hamilton em seus retrovisores até a abertura da volta 4. No fim da reta, o inglês assumiu a segunda posição.Hamilton foi chegando em Alonso e encostou. Assumiu o primeiro lugar quando Alonso, já no giro 12, ia aos boxes. E o coitado do espanhol, que já achava a vitória impossível, provou estar certo: o tempo de parada foi normal; o mecânico da roda dianteira esquerda que não. Preso porcamente, o pneu se viu sem a calota curvas depois e se desprendeu do carro no miolo da pista. Alonso ainda chegou aos pits, mas quando voltou, já se viu uma volta atrás. Corrida no limbo, optou pelo abandono.
Os problemas da dupla da RBR eram um alento para Button, que, com um carro mediano, fazia prova mais do que mediana. Caiu para nono na largada, passou Nakajima na volta seguinte e foi andando para trás com o decorrer da disputa.Estratégias e idas aos boxes feitas, Hamilton apareceu livre e leve na frente, sem ninguém para perturbar. Raikkonen era segundo, bem longe de Webber, acoçado por Kovalainen. Rosberg surgiu em quinto, seguido pelas Toyota de Glock e Trulli.
Largando em 13º, Rubens Barrichello foi um mero figurante. Sem andar na zona de pontos, terminou em décimo. Largando em 14º, Nelsinho Piquet até que pôde sonhar com um pontinho quando andou atrás de Button. Mas acabou em 12º. Resta saber se sua passagem na Renault também acabou.
Agora a F1 vai dar uma parada, retornando somente no mês de Agosto(23) em Valência.

Notícias do Fim de Semana


NASCAR, 400 MILHAS DE INDIANÁPOLIS.
Juan Pablo Montoya liderou quase a prova inteira, mas foi punido por passar da velocidade máxima nos boxes, dando vitória para Jimmie Johnson, a 3ª da carreira do piloto.
Mostrando porque é o atual tricampeão da Nascar, Jimmie Johnson segurou o companheiro de equipe Mark Martin nas voltas finais e venceu as 400 Milhas de Indianápolis neste domingo (26). A prova teve um sabor amargo para Juan Pablo Montoya, que tinha o carro dominante, mas terminou sem a vitória.Largando na segunda posição, Montoya assumiu a ponta na quinta volta. A partir daí, dominou amplamente a corrida. Liderando um total de 116 voltas das 160 previstas, o colombiano tinha uma confortável vantagem de cinco segundos para o segundo colocado quando entrou nos pits na volta 126. O que parecia ser uma parada perfeita tornou-se um pesadelo para o piloto. Montoya acabou excedendo a velocidade máxima permitida e foi punido com uma passagem pelos boxes, ficando sem chances de vitória.
Com o carro dominante fora do páreo, a disputa ficou entre Johnson e Martin. O motor estourado de Dale Earnhardt Jr provocou a terceira e última bandeira amarela da prova, que foi decisiva para definir o resultado final. Escolhendo o traçado interno na relargada, Martin não conseguiu se distanciar do companheiro de equipe e acabou sendo ultrapassado por fora na saída da curva 2. O veterano teria ainda 22 voltas para tentar recuperar a liderança.
Assim como nos anos anteriores, Johnson começa a crescer no momento certo do campeonato, quando faltam poucas corridas para o início dos playoffs. Foi sua terceira vitória na temporada e a terceira também em Indianápolis. Martin, Tony Stewart, Greg Biffle e Brian Vickers completaram os cinco primeiros. Após os problemas nos pits, Montoya não conseguiu recuperar muitas posições, chegando apenas em 11º.Com a vitória, Johnson pulou da terceira para a segunda posição no campeonato, 192 pontos atrás de Stewart. A briga pelas últimas vagas nos playoffs continua bastante acirrada. Mark Martin e Greg Biffle subiram duas posições, ocupando agora a nona e a 11ª posição, respectivamente. Se tivesse saído vitorioso, Montoya teria subido para o sexto lugar, mas ao invés disso, perdeu uma posição e está em décimo. Matt Kenseth seria hoje o último classificado para os playoffs, 68 pontos à frente de David Reutimann, 13º. Com o 38º lugar neste domingo, Kyle Busch despencou de décimo para 14º na tabela, fora da zona de classificação.
O final da corrida terminou assim:

1. Jimmie Johnson-Chevrolet Impala =160 voltas
2.Mark Martin-Chevrolet Impala=160 voltas
3.Tony Stewart-Chevrolet Impala=160 voltas
4.Greg Biffle-Ford Fusion=160 voltas
5.Brian Vickers-Toyota Camry=160 voltas
6.Kevin Harvick-Chevrolet Impala=160 voltas
7.Kasey Kahne-Dodge Avenger=160 voltas
8.David Reutimann-Toyota Camry=160 voltas
9.Jeff Gordon-Chevrolet Impala=160 voltas
10.Matt Kenseth=Ford Fusion=160 voltas
A próxima prova será as 500 milhas de Pocono, no próximo domingo(02).
Fonte(GP)

Mensagem do dia.


"Não Desista Felipe, você é um Brasileiro... e nós não desistimos nunca! -Todos estamos torcendo por sua melhora."
(Gerson Rizzi)

domingo, julho 26, 2009

Últimas notícias de Massa hoje!


MASSA FICARA EM COMA INDUZIDO POR MAIS 48 HS DIZ O DIRETOR-MÉDICO DO HOSPITAL MILITAR DE BUDAPESTE, ONDE O PILOTO ESTA INTERNADO.

O domingo (26) tem reservado boas notícias a Felipe Massa. Após o acidente sofrido no treino classificatório para o GP da Hungria, provocado pelo impacto de uma mola da suspensão traseira de Rubens Barrichello que se soltou da Brawn e atingiu seu capacete, o exame feito nesta manhã no Hospital AEK, em Budapeste, não apontou nenhuma lesão neurológica. Apesar disso, entretanto, o diretor-médico Peter Bazso confirmou que o piloto da Ferrari vai ficar em coma induzido por mais dois dias."Os exames trouxeram o resultado que esperávamos em relação às lesões deste tipo", disse Bazso. Massa realizou uma tomografia computadorizada, entre outros exames, após ter passado a noite em coma induzido.Felipe recebeu neste domingo a visita dos seus pais, Titônio e Ana, e da esposa Rafaella, além do médico Dino Altmann, que foi acompanhar o tratamento do brasileiro.
Fonte:(Site GP)

Ecclestone diz que F1 vai reagir após acidentes de Massa e Surtees!
O acidente fatal sofrido por Henry Surtees há uma semana em Brands Hatch e a batida de Felipe Massa ocasionada por uma mola solta do carro de Rubens Barrichello que se chocou com seu capacete durante o treino classificatório para o GP da Hungria vão ser observados de perto por Bernie Ecclestone. O presidente da FOM afirmou no sábado (25) à noite que a F1 vai reagir aos acidentes e disse que a direção da categoria já está buscando soluções."Isso não é nem um pouco agradável", declarou Ecclestone no Hospital AEK de Budapeste, onde foi observar o quadro clínico de Massa. "Eu pensei que já tínhamos visto o final deste tipo de coisa. O acidente acontece apenas poucos dias depois de uma morte e é muito perturbador. Mas o professor [e ex-médico da F1] Sid Watkins já está avaliando a situação, e eu falei com ele pela tarde. Vamos reagir a isso imediatamente", prometeu.

A VERSÃO DA BRAWN

ROSS BRAWN DEU DETALHES SOBRE O INCIDENTE ENVOLVENDO O CARRO DE BARRICHELLO.


O dirigente confirmou que a mola era mesmo do bólido de Barrichello, e falou também sobre as questões envolvendo a segurança dos pilotos depois de dois acidentes causados por peças soltas na pista — há uma semana, Henry Surtees morreu após ter sido atingido por uma roda durante uma prova da F2. "Foi a terceira mola do amortecedor traseiro que se soltou do carro de Rubens e acertou Felipe. Ainda estamos investigando o que houve, pois a FIA ainda não nos entregou a peça. Assim que a tivermos em mãos, vamos poder compreender o que aconteceu."Brawn disse que Barrichello percebeu na hora que havia algo de errado com o seu carro. "Ele falou conosco no rádio imediatamente. Rubens estava cerca de quatro segundos à frente de Felipe na pista, e a mola deve ter quicado na pista durante este tempo. Não sei explicar os detalhes, mas é realmente surpreendente que isso tenha acontecido com ele tão atrás. Foi algo assustador", ressaltou.O inglês falou também sobre o que pode ser feito para evitar este tipo de batida, mas destacou que é preciso manter a situação sob controle. "Há como solucionar isto. Precisamos de um estudo na área de estruturas, que trate de proteções de bolha sobre os pilotos. Qualquer coisa é possível, mas antes precisamos entender o que aconteceu neste caso. E, além disso, também temos de louvar o trabalho feito com os capacetes nos últimos anos", lembrou Ross."Creio que é hora de vermos a situação por completo. Você pode até ter uma proteção, ou um canopy [peça semelhante às utilizadas em aviões de caça], mas precisa fazer algo que seja fácil de ser retirado pelo piloto. Não queremos uma estrutura que caia por sobre o piloto. Há várias considerações a serem tomadas, mas é óbvio que vamos analisar isso tudo", finalizou Brawn.

Notícias direto da Hungria

Essas notícias foram divulgadas pelos sites de automobilísmo no início da manhã de domingo(26), 06h30m horário de Brasília:

"MASSA TEVE NOITE TRANQUILA E SUAS CONDIÇÕES SÃO ESTÁVEIS!"

A escuderia Ferrari informou neste domingo que o estado de saúde de Felipe Massa é estável que não houve complicações durante a noite. Neste domingo, Massa será submetido a uma tomografia, que dará informações mais precisas sobre a gravidade do acidente.
O piloto sofreu fratura no crânio e uma concussão no cérebro na tarde de sábado depois de ter sido atingido por uma mola que saiu do carro de Rubens Barrichello, no último treino livre para o GP da Hungria, em Hungaroring.
Segundo o site Autosport, os médicos do hospital AEK, em Budapeste, onde está o piloto, estão otimistas quanto à sua recuperação. No entanto, nada pode ser dito oficialmente até o resultado da tomografia. Mesmo depois dos exames, os médicos consideram 'muito cedo' para dizer quando Massa irá se recuperar ou se ele volta às pistas nesta temporada.

A Força do Impacto

A mola que atingiu o capacete de Felipe Massa e originou o grave acidente do piloto brasileiro nos treinos classificatórios do GP da Hungria pode ter gerado um impacto de 152 kg.
O cálculo teve a ajuda do físico e professor da ESPM, Julio César Bastos de Figueiredo, 42 anos. Para realizar a conta, o professor supôs o seguinte cenário: a mola que teria sido "cuspida" na pista pelo carro de Rubens Barrichello tem 12 cm de diâmetro e 500 g de peso; e que Felipe Massa estava a 280 km/h (velocidade média que os pilotos realizam a curva quatro de Hungaroring).
"Nesse cenário, o impacto no capacete de Felipe Massa seria equivalente ao que receberia um homem que estivesse deitado no chão e a mesma mola fosse jogada do alto de um prédio de 300 metros, como o Empire State, de Nova York", explicou o físico.
Apesar da gravidade do acidente, pode se dizer que o impacto em Felipe Massa foi um tanto "leve". "Os capacetes dos pilotos de Fórmula 1 são projetados para receber impactos de até 600 kg", explica o físico.
"O corte gerado no rosto de Felipe provavelmente aconteceu pelo aprofundamento do capacete gerado pelo choque. Mas o capacete resiste sim e resiste bem", disse.
Longa desaceleração pode ter evitado o pior
Outra cena impressionante do acidente de Massa foi o choque contra o muro de pneus. Desacordado, o piloto acelerou e freou ao mesmo tempo antes de entrar na área de escape, na qual a Ferrari perdeu um pouco de sua aceleração antes de parar por completo. Graças a esse espaço e tempo maior para a parada completa do carro - além da proteção do cockpit - Felipe Massa não sofreu danos maiores.
"Força da gravidade na batida foi de 5G (cinco vezes a força da gravidade). Seria o mesmo que levantar o carro a cinco metros de altura e soltá-lo no chão com o bico para baixo. A espinha humana aguenta no máximo 7G, mas isso sem apoio algum, o que não acontece nos carros de Fórmula 1. A desaceleração que ocorreu neste caso fez com que o impacto nos pneus não fosse tão forte assim. Se fosse direto no muro, sem proteção ou desaceleração, A força G seria bem maior", explica o físico.
Fonte:(Terra Esportes)

Acidente de Massa faz F1 relembrar a "fragilidade humana" e assusta pilotos do mundo todo!

O acidente de Felipe Massa assustou o "mundo" da Fórmula 1 e os fãs do piloto brasileiro espalhados pelo planeta. Uma mola do carro de Rubens Barrichello se desprendeu, atingindo o capacete do piloto, quando estava a mais de 200 km/h.
No choque, Massa perdeu a consciência, o controle da sua Ferrari e bateu violentamente contra a proteção de pneus. Após o acidente, momentos de tensão no autódromo de Hungaroring.
Membros da equipe médica colocaram os panos para proteger a imagem do piloto durante o atendimento. A primeira lembrança dos torcedores veio à mente - o acidente fatal de Ayrton Senna no GP de San Marino de 1994.
Massa foi levado ao centro médico e, em seguida, ao Hospital Militar de Budapeste, onde passou por uma cirurgia por causa de fragmentos nos ossos do rosto. Sedado e com quadro estável, mas satisfatório, o piloto também teve diagnosticadas concussão, fraturas no lado esquerdo da testa e na base do crânio.
O último susto da F1 havia acontecido no GP do Canadá de 2007. Na ocasião, o polonês Robert Kubica, da BMW, bateu violentamente no circuito de Montreal e, por alguns momentos, temeu-se pela primeira fatalidade desde Ímola 94, quando morreram no mesmo fim de semana o austríaco Roland Ratzenberger e Senna.
Por causa da tragédia, a F1 passou por uma série de mudanças na segurança. Atualmente, o piloto não fica mais com parte do corpo exposto para fora do cockpit, o Santo Antônio (proteção atrás do piloto) é mais alta e ainda há o HANS (Sistema de Proteção na Cabeça e no Pescoço), mecanismo que é colocado no corpo e protege a coluna em caso de fortes impactos.
Tragédias
Dos anos 50 a 70, a F1 sofreu com sequência de tragédias. Em 1970, a categoria teve até um campeão póstumo - o austríaco Jochen Rindt não pôde festejar a conquista após violento acidente nos treinos para o GP da Itália.
Outra morte trágica foi a de Gilles Villeneuve. Canadense e pai do campeão Jacques, o piloto era apontado como um dos mais talentosos da categoria, mas perdeu a vida em um acidente no GP da Bélgica de 1982.
Na lista de tragédias, a F1 tem um total de 24 pilotos mortos em fim de semana de Grande Prêmio.

Com o acidente, vários pilotos despertaram a importância para as autoridades da categoria ficarem mais atentas à questão da segurança.
Fonte:(Terra Esportes)

sábado, julho 25, 2009

Fotos do momento do acidente








Momento em que Felipe é retirado do carro pela equipe médica.









































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































































O ACIDENTE DE FELIPE MASSA


Depois de estar no Hospital AEK e conversar com médicos, Luciano Burti desmentiu a informação dada pela agência de notícias "AP" e garantiu que Felipe Massa não corre risco de morte. De acordo com o comentarista da Rede Globo, o brasileiro está sedado apenas para se recuperar de uma concussão cerebral, causada pelo impacto de uma mola que saiu do carro de Rubens Barrichello com a cabeça do piloto da Ferrari, durante o treino de classificação para o GP da Hungria, em Hungaroring, neste sábado (25).
"Eu e o Rubens falamos com os médicos, e o estado do Felipe é estavel. A cirurgia foi bem sucedida, mas ele está sedado para dormir tranquilo. Só amanhã os médicos poderão fazer uma análise correta e ver como o Felipe está, mas, a principio, o quadro é estavel", disse Burti via Twitter, lembrando também do seu grave acidente no GP da Bélgica, quando corria pela Prost, em 2001."[O quadro de Massa] Muito parecido com o meu acidente de 2001. Eu também tive concussão cerebral. Só depois de acordar, no dia seguinte, que os médicos puderam fazer uma análise correta", falou Luciano."Vamos esperar até amanhã, sem se precipitar em dizer que o estado do Felipe é grave. O que importa é que o estado dele é estável, e os medicos estão controlando tudo com muita competência. Assim, vamos torcer e rezar para que isso não passe de um grande susto", concluiu Burti.A "AP" publicou uma notícia informando que Peter Bazso, diretor-médico do Hospital AEK, havia afirmado que o estado de saúde de Felipe é grave. "O estado de Massa é grave, com a vida em risco, mas estável", declarou Bazso, segundo a agência de notícias.O brasileiro vai passar a noite em coma induzido e em observação. A equipe médica tomou esta decisão após a bem-sucedida cirurgia de retirada de vários fragmentos ósseos no local atingido pela mola do carro de Rubens Barrichello. A expectativa é que Massa saia do coma induzido no começo deste domingo.Segundo o último boletim médico do Hospital AEK, o representante da equipe italiana sofreu uma "pequena lesão no cérebro".Massa também teve algumas pequenas fraturas no crânio e, como citado, a pequena lesão cerebral — que não foi detalhada no documento. Uma das fraturas foi na extremidade do osso frontal, na altura do supercílio esquerdo, e já foi reparada em uma cirurgia que durou uma hora. Espera-se que a recuperação, se o quadro do piloto continuar evoluindo, dure o período de três a seis semanas.

LEMBRANÇAS



Minutos de pavor e tristes lembranças!

Eram 09:43.22, da manhã de domingo quando deu-se início a um martírio que atingiu não só as pessoas que assistiam o treino pela televisão, mas também a todos os expectadores que acompanhavam no local.

Uma peça do carro de Rubens Barrichello, piloto da Brawn, soltou-se vindo a atingir o capacete de Felipe Massa que vinha logo atráz. Com o impacto o piloto perdeu a consciência e seguiu em linha reta, vindo a chocar-se na barreira de pneus e permanecendo ali imóvel até a chegada da equipe de segurança e dos médicos.

Neste tempo interminável que durou até às 10:12.44, um total de 43m66s; quando somente foi informado que o piloto estava bem mas seria transferido para o Hospital de Budapeste para ser atendido com melhores condições; várias recordações me vieram à memória; Os acidentes há 15 anos atráz com Ratzenberger e Senna, o acidente com Surtees na GP 2 alguns dias atráz.

Mas graças a Deus Felipe passa bem, segundo as últimas informações da imprensa mundial. Também foi confirmado que ele não disputará o GP de domingo, uma pena mas o que importa que que foi só um grande susto.

Na tarde de hoje mesmo ele passou por uma cirurgia para retirada de um fragmento de osso, da região frontal da cabeça onde a peça o atingiu, mas não chegou a atingir o cérebro.

O piloto passa bem e está sedado se recuperando.

GP da Hungria-Treino Classificatório Aterrorizante!!

Muita confusão e emoção no treino desta manhã(25), no circuíto de Hungaroring.

Dificilmente veremos uma classificação mais confusa do que a de Hungaroring. Nos últimos instantes da sessão, justo quando a ordem dos tempos costuma mudar, a cronometragem oficial da F1 sofreu uma pane. Fernando Alonso caminhava comparando seu tempo aos dos outros pilotos que encontrava. Em dúvida, Sebastian Vettel chegou a perguntar a Bernie Ecclestone a ordem de largada. "Eles têm o tempo em algum lugar?" Recebeu como resposta um balançar de ombros do presidente da FOM.
O acidente de Felipe Massa, entretanto, foi o que mais afligiu a todos. Um pedaço em forma de tubo da suspensão do carro de Rubens Barrichello se soltou e, enquanto se aproximava para contornar a curva 4, Felipe Massa foi atingido na cabeça pela peça. Aparentemente desacordado, passou reto e atingiu a barreira de pneus. A preocupação com o piloto foi geral e o treino chegou a ser interronpido, aumentando ainda mais após a retirada de helicóptero do piloto. Na BBC, o comentarista Eddie Jordan informou que Massa estava bem, e, pouco depois, Rubens Barrichello corroborou com o ex-chefe em entrevista à repórter Mariana Becker, da TV Globo.
Tanta tensão deixou à penumbra o ótimo 11º lugar de Sébastien Buemi, que contrasta com o último lugar do seu novo companheiro, Jaime Alguersuari, que quebrou no final do Q1. Atrás do suíço, ficaram Jarno Trulli e Rubens Barrichello.

O GRID PARA DOMINGO FICOU ASSIM:

  1. F Alonso
  2. S Vettel
  3. M Webber
  4. L Hamilton
  5. N Rosberg
  6. H Kovalainen
  7. K Raikkonen
  8. J Button
  9. K Nakajima
  10. F Massa*
  11. S Buemi
  12. J Ttrulli
  13. R Barrichello
  14. T Glock
  15. N Piquet
  16. N Heidfeld
  17. G Fisichella
  18. A Suttil
  19. R Kubica
  20. J Alguersuari

*Felipe Massa mesmo não tendo participado do Q3, conseguiu o 10º tempo, resta a dúvida se o piloto terá condições de disputar o GP de domingo.

sexta-feira, julho 24, 2009

F-1 GP da HUNGRIA

CURIOSIDADES SOBRE O CIRCUÍTO DE HUNGARORING, PALCO DO GP DA HUNGRIA NESTE FINAL DE SEMANA!

-Extensão: 4.381 mts
-70 voltas: 306,458 km
-Vencedor em 2008: Heikki Kovalainen-1h37m27s067


Perfil:
A cortina de ferro caiu para a Fórmula 1 em 1986, quando a Hungria tornou-se o primeiro país do bloco socialista a receber a categoria. Logo na primeira corrida, uma ultrapassagem histórica e uma dobradinha brasileira transformaram Hungaroring em um palco bastante peculiar. Não só pelas conquistas de Piquet, Senna e posteriormente de Barrichello, mas principalmente por causa das características que fazem desta uma das provas mais cansativas de todo o calendário. Basicamente, a pista é composta por uma grande reta e uma infinidade de curvas, várias delas travadas. Como se não bastasse o esforço físico incessante, o forte calor do verão húngaro faz a temperatura do asfalto cozinhar quem passa sobre ele. Como a pista é estreita e o asfalto está quase sempre sujo, as ultrapassagens são complicadas e isso resulta, às vezes, em provas mornas. Para favorecer a estabilidade num traçado tão sinuoso, os carros são ajustados com mais carga aerodinâmica, num ‘set up’ semelhante ao usado em Mônaco.

A cidade:
Budapeste é uma das mais belas e tradicionais capitais da Europa. Tanto que possui o apelido de “Pérola do Danúbio”, em alusão ao rio que cruza a cidade. Um lugar que reúne em seu extenso território alguns polos fundamentais para a economia do país, como cultura, comércio e indústria. Com a queda dos regimes socialistas, no fim da década de oitenta, ficou ainda mais acessível aos turistas de países vizinhos, que aproveitam o forte calor da região durante o verão.

O circuito:
Certa vez alguém disse que este circuito parecia Mônaco sem os guard-raills. Exageros à parte, de fato Hungaroring tem as mesmas características do Principado: pista estreita, grande número de curvas e a raros pontos de ultrapassagem. Tanto que, em 23 anos no calendário, somente por duas vezes o vencedor não largou entre os três primeiros. Outro ponto marcante é a combinação do forte calor com o asfalto abrasivo, que leva pilotos e carros ao limite. O KERS pode ser importante desta vez, por causa das muitas retomadas de aceleração.

Curiosidade:
Recentemente, Hungaroring ganhou uma característica bem peculiar: entre 2003 e 2008, esta pista viu três pilotos vencerem pela primeira vez na Fórmula 1. No ano passado, quem rompeu a barreira da vitória foi Heikki Kovalainen, após o abandono do líder Felipe Massa a três voltas do fim. Dois anos antes, em 2006, uma prova confusa e temperada pela chuva havia premiado Jenson Button, 14º no grid, com o topo do pódio. Inesquecível, também, foi a primeira conquista da vitoriosa carreira de Fernando Alonso em 2003, colocando uma volta sobre Michael Schumacher, o campeão em exercício. Dez anos antes do espanhol, quem também conseguiu faturar sua primeira vitória por lá foi o britânico Damon Hill.

Como foi em 2008:

O GP da Hungria do ano passado foi uma daquelas provas de quanto o esporte pode ser cruel. Afinal, Felipe Massa fez uma excelente largada, pulou para a liderança com uma ultrapassagem incrível sobre Lewis Hamilton na primeira curva e dominou a corrida com facilidade. Isso até três voltas para a bandeirada, quando uma peça defeituosa fez o motor Ferrari explodir e transformar em fumaça o sonho do brasileiro. Quem herdou a vitória – sua primeira na carreira – foi o finlandês Heikki Kovalainen, da McLaren. Timo Glock e Kimi Räikkönen completaram o pódio. Nelsinho Piquet marcou pontos com o sexto lugar, enquanto Rubens Barrichello, na problemática Honda, não passou do 16º.

QUEM É QUEM - Os reis de Hungaroring:

Para se ter uma ideia da seletividade desta pista, dez dos 14 pilotos que já venceram por lá conquistaram o título mundial ao menos uma vez. O recordista de vitórias na prova húngara é o heptacampeão Michael Schumacher, que cruzou em primeiro por quatro vezes. O tricampeão Ayrton Senna ganhou em três oportunidades. Na lista dos que têm duas vitórias, figuram o tricampeão Nelson Piquet, o bicampeão Mika Häkkinen e os também campeões Damon Hill e Jacques Villeneuve. Senna e Schumacher também lideram as estatísticas nas poles. O alemão largou na frente sete vezes, contra três do brasileiro.Pilotos da casaSe o GP da Hungria sempre tem casa cheia, certamente não é por causa da presença de ídolos locais. Em seis décadas de Fórmula 1, apenas um piloto húngaro competiu na categoria. Em 2003, Zsolt Baumgartner havia comprado uma vaga de piloto reserva da equipe Jordan, e foi pego de surpresa com o acidente que tirou o titular Ralph Firman de combate justamente para a prova de Hungaroring. Zsolt estreou em frente à sua torcida, mas abandonou a prova. Ele ainda fez mais uma corrida pela equipe naquele ano, o GP da Itália, antes de assinar com a Minardi para 2004. No time italiano, cumpriu uma temporada completa, e marcou seu único ponto com um bom oitavo lugar no GP dos Estados Unidos, depois de largar em 19º. Os brasileirosNas três primeiras corridas em solo húngaro, foram três vitórias brasileiras, com Nelson Piquet e Ayrton Senna fazendo dobradinha nas duas primeiras. Desde então, o pódio se tornou território verde-amarelo. Senna esteve lá sete vezes, três delas no lugar mais alto (1988, 1991 e 1992). Piquet marcou presença três vezes, incluindo suas duas vitórias (1986 e 1987). Rubens Barrichello venceu em 2002, mas estourou champagne outras duas vezes. Senna e Barrichello, por sinal, estão entre os cinco maiores pontuadores desta pista, e também largaram na pole quatro vezes no total (Senna em 1986, 1988 e 1991 e Barrichello em 2002). Outros brasileiros que já marcaram pontos em Hungaroring foram Maurício Gugemin, Antônio Pizzonia, Felipe Massa e Nelsinho Piquet.

Traçado do circuito: Volta Virtual



video

F-1 GP da HUNGRIA

O primeiro treino do fim de semana do GP da Hungria foi realizado hoje(24), às 05 hs da manhã, horário de Brasília no circuíto de Hungaroring, debaixo de muito sol mas uma temperatura agradável de 24°.
Tivemos duas colocações bem distintas:


O primeiro:


Heikki Kovalinen da McLaren, resurgindo das cinzas.
1:22.278




O último:

O espanhol Jaime Alguersuari, da STR. Até que para quem nunca tinha sentado no cock-pit de um F1, ele não foi tão mal assim na extréia. 1:24.228
Vejam como ficou o primeiro treino:
1-H Kovalainen-1.22:278
2-N Rosberg-1.22:337
3-L Hamilton-1.22:554
4-M Webber-1.22:615
5-K Nakajima-1.22:619
6-J Trulli-1.22:705
7-K Raikkonen-1.22:796
8-F Massa-1.22:855
9-F Alonso-1.23:001
10-J Button-1.23:130
11-R Kubica-1.23:146
12-N Heidefeld-1.23:154
13-R Barrichello-1.23:209
14-T Glock-1.23:234
15-S Vettel-1.23:283
16-G Fisichella-1.23:484
17-N Piquet-1.23:678
18-A Sutil-1.23:845
19-S Buemi-1.23:998
20-J Alguersuari-1.24:228












Mensagem do dia.


"Um dia a tristeza vai embora... Aprendemos a sorrir novamente... Fazemos novas amizades... E vemos que todo aquele sofrimento do passado, não valeu tanto a pena... Pois se a vida fez as coisas andarem dessa forma... Foi porque não era pra ser... Pois se era pra ser o que pensavamos que era, não teriamos tomado rumos diferentes... Teriamos continuado caminhando na mesma direção."
(Ayrton Senna)

quinta-feira, julho 23, 2009

Campanha Educativa: Se beber, não dirija! E não seja ridículo!!

video

video

video

Que feio!!!

Emoção que não tem preço!

video

Este vídeo mostra a disputa de Felipe Massa e Robert Kubica no GP do Japão em 2007, debaixo de muita chuva as dificuldades eram enormes, a visibilidade quase não existia... mas o que existia era o espirito competitivo, como diz o ditado: "Brasileiro não desiste nunca!" E o Felipe acima de tudo é Brasileiro.

OBS: A briga era pela 6ª posição!

Realmente, para quem ama o automobilísmo... uma cena destas não tem preço!!

Campeonato Gaúcho de Arrancadas


Olha a fera ai, este é o piloto Everton Cardoso de Carvalho, com o Gol 171, que bateu o record da categoria Turbo-A (201mts) no último dia 19/07 em Santa Cruz do Sul.
O tempo: 7,566
Parabéns ao piloto e equipe.

Mensagem do dia.


"Conquistar uma amizade, é como vencer um GP, perdê-la é como ficar sem combustível na reta final."
(Ayrton Senna)

quarta-feira, julho 22, 2009

BRASIL GT3 CHAMPIONSHIP

FIM DE SEMANA DE VELOCIDADE EM LONDRINA-PR!
Londrina (PR) recebe pela primeira vez neste final de semana (25 e 26) as máquinas do Itaipava GT Brasil, principal evento de Gran Turismo do País e que reúne os supercarros do Itaipava GT3 e do Itaipava Trofeo Maserati, além da competitiva Copa Renault Clio como categoria de suporte.
A organização do evento divulgou a programação para a quarta rodada dupla do Itaipava GT3, válida também como quarta etapa da Copa Clio e quinta etapa do Itaipava Trofeo Maserati. A primeira atividade de pista está programada para as nove horas da sexta-feira (24), com o primeiro treino livre da Copa Renault Clio, que tem 50 minutos de duração. Logo em seguida, os carros do Itaipava Trofeo Maserati e do Itaipava GT3 riscam o asfalto do Autódromo Ayrton Senna.
No sábado, além de um treino livre para cada categoria logo pela manhã, estão programados os treinos classificatórios e a primeira corrida do Itaipava GT3 Brasil, com largada às 15h30. O domingo abre a programação com o treino de aquecimento do Itaipava GT3 e Itaipava Trofeo Maserati, e logo depois, às 10 horas, haverá a largada da quarta etapa da Copa Renault Clio. Ao meio-dia tem início a segunda corrida do Itaipava GT3 Brasil, com o Itaipava Trofeo Maserati iniciando sua quinta etapa da temporada às 13h40.

O campeonato 2009 do Itaipava GT3 Brasil tem a dupla Claudio Ricci/Rafael Derani na liderança com 94 pontos, seguidos por Allam Khodair/Marcelo Hahn com 76 e Thiago Camilo com 70.